Exclusivo!

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil

Novo Triunfo é a cidade mais pobre do Brasil (foto: Google) Ser Nordeste duas vezes não é fácil. Nossa região está localizada no Norde...

Novidade

domingo, 28 de maio de 2017

Um Vecinho Só completa 6 anos

Um Vecinho Só precisa do poder público (foto: Landisvalth Lima)
A sexta edição de Um Vecinho Só foi realizada neste último sábado (27) no Clube Caiçara, em Heliópolis – Bahia. O evento é uma tentativa de fazer ecoar a obra musical de Helvécio Pereira Santana, morto em 03 de janeiro de 2011, aos 62 anos. Houve uma visível queda na estrutura deste sexto ano, mas a animação foi a de sempre. Marcaram presença Zé Costa, Tatu Lemos, Silvano Pereira, Giló, Fernando Curisco, Paulinho Jequié, Maviael Melo, Vando Reis e muitos outros.
O que preocupou no encontro deste ano é que se não houver urgentemente uma consolidação do evento, transformando-o em agenda cultural do município de Heliópolis, logo logo será esquecido. Paulinho Jequié se queixa de ter que sair mendigando patrocínio de pessoas, empresas e órgãos públicos.
Vale dizer que, embora o evento tenha sido realizado em Heliópolis, não teve um centavo da Prefeitura Municipal. O motivo? O de sempre: política. A família de Helvécio não apoiou o prefeito eleito, que havia patrocinado em anos anteriores. Isso não pode ser uma justificativa. Helvécio Santana é patrimônio do município e uma briga política provinciana não pode impedir a realização do evento.
A vereadora Ana Dalva já tem até um esboço do projeto para tornar Um Vecinho Só parte integrante do calendário cultura de Heliópolis, mas esbarra na questão de vereador não poder apresentar projeto que represente aumento de despesa pública. O ideal seria que o próprio executivo tomasse a iniciativa, mas a questão política jogou tudo por terra. Uma ideia presente no projeto da vareadora Ana Dalva é a edição de um CD com as músicas de Vecinho, cantadas por ele e por convidados.
Para ver mais votos do evento, dê um clique AQUI.